17 de agosto de 2015

Relato: anarquismo

“Para o anarquista um ser humano, portanto, é sempre usado como fim e não como meio – e um ser humano que vive de salário, e que aluga seu intelecto e seu físico para que alguém obtenha lucro está sendo usado como meio e não como fim. O anarquista é contra a exploração do homem pelo homem, do forte pelo fraco. Por isso o anarquismo, como me foi explicado, é um movimento que cabe aqueles que desejam mudar o mundo e não apenas entendê-lo”.

Relato de Milly, sobre como ela se tornou uma anarquista

13 de agosto de 2015

Paisagem Sonora

Silêncio e ócio, contemplar a vida. Isso me acalma e põe a cabeça no lugar. Um passeio, lento e silencioso para deixar a mente navegar. Sei que poucos vão compreender, mas convido estes poucos a apreciarem o passeio comigo.

11 de agosto de 2015

Criança de domingo

Tardinha de outubro de 1987. O céu do fim de tarde meio rosado e minha mãe apontando a mangueira d´água pro alto, eu não devia ter mais do que seis anos e corria pelado, quando caia deslizava pela grama. Abria a boca pra engolir as gotas. Menino de fogo molhado, pele gotejando, cabelo ensopado, água evaporando. A lembrança desbotada como uma foto velha mofada ainda traz um pouco de calma na tormenta. Estava um pouco abençoado naquela tarde.

Older Posts